segunda-feira, 2 de julho de 2007

O drama!!!!!!!

Peço que todos assistam este filme à seguite primeiro SEM som, e depois COM som.



É absolutamente incrível a diferença que uma boa música faz!!! Sempre fui muito fã de trilhas sonoras, e é provavelmente o fator que mais me emociona em filmes. Parafraseando meu amigo Bruno novamente: "Música é o que te faz chorar num filme."
Espero que meus amigos da Imagem e Som possam completar este meu breve comentário sobre Trilhas Sonoras como fizeram no outro tópico (sobre perspectiva).
Gostaria de agradecer a Tatu pela inspiração do post, e à natureza por fazer criaturinhas tão expressivas!
Ah, e tem até um site oficial do bixinho:

Dramatic Prairie Dog

abraços!

5 comentários:

Adriana Alice disse...

Concordo com vc, Fe! A primeira vez que vi esse filminho estava sem som (detalhe foi por causa dele que descobri que não ouço nada qdo passa filme do youtube) e pensei: Nossa, que bixo expressivo , sem gde entusiasmos. Porém, qdo vi novamente , fiquei maravilhada e percebi como a trilha sonora é importante.

disse...

hehe
Muitoooooo interessante!
E eu concordo plenamente com seu amigo: É a música que nos faz chorar...

Bjossss

Sheila disse...

Meu Deus!!!!!

Estou rindo sem parar há pelo menos meia hora! huahuahauhauhau

a cara desse bicho é muito massa!
Adorei!

Miray disse...

Eita, meio tarde pra dar meu pareceri sobre isso, mas se o bom Fozzy gostar do meu comentario quem sabe eu não ganho outro post pra mim, né?
Bom, primeira coisa, acho um tanto ingênuo atribuir somente à trilha sonora a dramaticidade da cena, visto que temos uma série de fatores complexos, conscientes e sub-conscientes, atuando nesses poucos segundos de imagem e som.
Alguns desses fatores seriam o enquadramento, a montagem dentro do plano e o efeito Kuleshov.
O enquadramento humaniza o bichinho, abrindo a possibilidade de aproximarmos a atuação dele a um ator humano. Assim, o efeito Kuleshov está pronto pra atuar sobre nossos cérebros. A camera próxima ajuda a vermos os detalhes de expressão. Provavelmente esse plano não funcionaria se fosse bem afastado, assumindo o ponto de vista de um ser humano de pé, por exemplo.
A montagem aí, apesar de não ter cortes, é primordial para a tensão funcionar. O zoom in, sincado com a movimentação do bichinho, com a camera alguns miléssimos de segundos atrasada (mostrando "naturalidade") é um clichê que está incrustado na cabeça de qualquer um que tenha assistido meia-duzia de filmes hollywoodianos. A televisão faz isso o TEMPO TODO, e as vezes nem precisa de música sincada pra dar dramaticidade.
Por fim o efeito kuleshov é um estudo bastante complicado, feito por um Russo chamado Lev Kuleshov em cima da montagem dos filmes de Sergei Einsenstein, durante a década de 20 e 30. Resumidamente por cima da superfície, kuleshov "descobriu" que uma expressão neutra de um ator pode servir como "coringa" pra praticamente qualquer sentido que queira se dar àquela imagem. O cérebro humano cria uma série de signos para atribuir sentidos àquela expressão neutra e o cineasta consegue induzir esses sentidos com a montagem, a trilha, a direção de arte e por aí vai. Novela da Globo é uma aula de efeito Kuleshov, pra quem quer exemplos um pouco mais cults (não que sejammelhores) assistir "O Encouraçado Potenkim" e "Outubro", do Einsenstein, e uma cena que eu gosto muito de citar é uma das primeiras do "Cidade de Deus", quando o pessoal tá perseguindo a pobre coitada da galinha que fugiu do ensopadão. A montagem cria toda uma tensão e uma expressividade para essa galinha, que assume feições de desespero muito reais, apesar de ser somente uma galinha e como tal, só fazer expressão de galinha...
Por fim, concordo que a trilha sonora está atuando diretamente no sentido da imagem. No curso agente costuma dizer que "Som é tudo", e realmente é, entretanto, aliado à decisões inteligentes de fotografia, atuação e montagem ele pode virar algo bem maior.
Hum, toh um pouco longe de analisar tudo que esses 3 segundos de imagem e som tem a nos oferecer, mas também já cansei de assistir esse treco. Deixo pro vitor me completar/corrigir, se ele quizer...

Fi disse...

Cara, confesso que achei esse vídeo uma bosta a primeira vez que o vi, hehe... Mas tb não fiz esse lance de ouvir primeiro sem som e depois com som, acho que foi isso.

Mas, devo dizer: Grande Fozzy! Sua reflexão em cima dele foi perfeita :)!! Muito boa essa frase do seu amigo Bruno tb...

Qto ao site do bicho, curti a versão do gato, haha!

http://www.dramaticprairiedog.com/