segunda-feira, 18 de junho de 2007

Plataformas de Petróleo



A pedidos, vou colocar aqui mais um trecho do livro "Guia de Sobrevivência a Zumbis", do Max Brooks... este trecho de alguma forma é "além da margem" também ;)
Divirtam-se!

Quando se escolhe uma fortaleza levando-se em conta apenas a segurança, nada no mundo pode ser mais indicado do que essas ilhas artificiais. Completamente isoladas da costa, com espaços de moradia e de trabalho suspensos, bem distantes do nível do mar, mesmo um zumbi inchado e que consiga flutuar nunca seria capz de alcançar uma dessas plataformas. Isto torna a segurança desses locais uma preocupação desnecessária, permitindo que você e seu grupo concentrem-se por inteiro na tarefa de sobreviver.
As plataformas de petróleo também se destacam por sua auto-suficiência, especialmente a curto prazo. Assim como os navios, elas têm seus próprios recursos médicos e todos os outros necessários para a sobrevivência de seres humanos. Muitas são equipadas para manter todas as necessidades da tripulação por mais de seis meses. Todas possuem suas próprias destilarias, de forma que a falta de água fresca nunca será um problema.
E já que todoas elas estão equipadas com carvão, óleo ou gás natural, a energia também será ilimitada.
A comida também é abundante, já que o oceano fornece uma nutritiva (e, segundo alguns, superior) dieta de peixes, algas, e, se possível, mamíferos aquáticos (comentário do Fozzy: CHURRASCO DE BALEIA!!!. Fim do comentário do Fozzy). A não ser que a plataforma seja extremamente próxima da costa, não há perigo de poluição industrial. As pessoas podem, e devem, viver de forma plena e por tempo indeterminado com as riquezas do oceano.
Esse completo isolamento pode ser tão atraente quanto aparenta, mas também tem sua própria gama de dificuldades.
Qualquer pessoa que viva próximo à praia lhe dirá como maresia pode ser mortal. A corrosão será seu inimigo número um, vencendo, por fim, todas as medidas preventivas adotadas. Máquinas essenciais devem ser consertadas. As destilarias menos sofisticadas, compostas por chaminés de aço e barris de cobre, funcionam tão bem quanto dessalinizadores de alta tecnologia. Dínamos movidos à energia eólica e das marés podem fornecer mais da metade da eletricidade produzida por geradores de combustível fóssil. Os equipamentos elétricos sensíveis, como computadores, rádios e aparelhos médicos, serão os primeiros a serem consumidos e os mais difíceis de substituir. Por fim, todo o complexo irá se deteriorar, passando do topo de linha das maravilhas industriais para a posição de casco tosco e enferrujado, embora ainda útil.
Ao contrário das prisões e das bases militares, as plataformas de petróleo marítimas serão os primeiros lugares a ser abandonados. Logo nos primeiros dias de insurreição, os trabalhadores exigirão, sem dúvida alguma, retornar para suas famílias, deixando a plataforma sem nenhuma equipe treinada. Se ninguém no seu grupo souber como operar o maquinário, pode ser difícil aprender (comentário do fozzy: TATU! É AQUI QUE VOCÊ ENTRA!!!! NÃO ME DECEPCIONE, GAROTA!!. fim do comentário do fozzy). Ao contrário das prisões, pode não haver uma biblioteca com manuais em todas as estantes. Essa tarefa requer um pouco de improviso criativo. Você deve se concentrar no que você é capaz de operar em vez de tentar utilizar toda tecnologia que pode ser encontrada na maioria das plataformas sofisticadas. Pelo menos até que você domine as operações mais simples.
Os acidentes industriais - explosões de gás ou óleo armazenaos - já são suficientemente ruins quando ocorrem em terra firme. No meio do oceano, transformam-se em alguns dos piores desastres da história. Até com a ação do corpo de bombeiros e os recursos de resgate de um mundo vivente e em perfeito funcionamento, tripulações inteiras foram mortas quando suas plataformas foram tomadas pelas chamas. O que aconteceria se ocorresse um incêndio e não houvesse ninguém a quem se pudesse gritar por socorro? Isso não significa que as plataformas de petróleo são bombas plantadas no mar esperando para serem detonadas; não significa que esse tipo de construção deva ser evitado por todas as pessoas com grau mínimo de prudência.
O que é recomendado, entretanto, é desligar o perfurador. Isso pode privar você da obtenção de mais petróleo, mas fará maravilhas por sua espectativa de vida. Utilize o combustível já armazenado para o gerador. Como afirmamos anteriormente, isso não lhe dará a mesma amperagem como gerador primário, mas com o perfurador desligado e todas as outras instalações industriais fora de uso, para que você precisará de tanta energia?
O oceano pode ser uma fonte de vida, mas também é um assassino impiedoso. Tempestades que explodem com ferocidade raramente vistas em terra firm podem estraçalhar até as mais resistentes plataformas. As gravações de noticiários que mostram plataformas no mar do Norte literalmente capotando, desintegrando-se até se tornarem um amontoado de lixo que posteriormente afundará sob as ondas, são suficientes para fazer qualquer um pensar duas vezes antes de deixar a costa. Este é, infelizmente, um problema que não poderá ser remediado pela humanidade. Nada contido neste, ou em qualquer outro livro, poderá salvá-lo da natureza quando ela decide remover esses grandes amontoados de aço de seu oceano.

fonte: "O Guia de Sobrevivência a Zumbis", Max Brooks, Na defesa - Regras Gerais - A fortaleza.

2 comentários:

Tatu disse...

Muito bem, agora q eu jah sei o q serah necessario de mim, jah posso direcionar minha obtencao de conhecimento (apesar de q eu jah estava vendo como tudo funciona de qq jeito XD).
Jah sei ateh como tem q soldar os pes pra q ela aguente ondas de ateh 12 metros, o q em alto mar eh coisa pacas =O
Vou ver se consigo uma planta de uma plataforma haha aih quero ver XD
PS* pq a viadagem de aprovar o comentario? XDDDDD

Evelyn disse...

Posso saber pq não havia um comentário para mim no trecho:

"Ao contrário das prisões, pode não haver uma biblioteca com manuais em todas as estantes."

hahahahahahaq
Bjokassss..to adorando o seu blog!